13/08/2019 às 12h37min - Atualizada em 13/08/2019 às 12h37min

Dia de guerra em Niterói e Angra

Oito pessoas morrem durante confrontos entre PMs e traficantes, entre elas, atleta que acabou no fogo cruzado

Anderson Justino e Vitor D ávilla
Ofluminense
Alex Ramos
A Polícia Militar realizou nesta segunda-feira uma série de operações em comunidades dominadas pelo tráfico de drogas no Estado. Em Niterói, Região Metropolitana, os alvos foram o Morro do Viradouro e a Grota do Surucucu, na Zona Sul, onde ocorreram intensos confrontos, que geraram pânico entre a população. Um suspeito foi morto no Viradouro. Três outros foram presos, entre eles, um menor. 

Na Grota, um adolescente de 16 anos acabou atingido no meio do fogo cruzado e não resistiu. Ele era jogador de futebol das categorias de base do América FC e havia saído de casa para treinar. Um ônibus foi incendiado em represália à ação da PM. 

Em Angra dos Reis, na Costa Verde, seis acusados de tráfico morreram e um ficou ferido na troca de tiros. Já no Buraco Quente, em Vila Tiradentes, São João de Meriti, seis suspeitos foram capturados, entre eles três menores de idade.

Viradouro - Agentes do Batalhão de Choque (BPChq) e do Batalhão de Ação com Cães (BAC) ocuparam desde as primeiras horas do dia o Complexo do Viradouro, em Santa Rosa, na Zona Sul da cidade. O confronto com traficantes gerou pânico entre as pessoas que passavam pela região. 

Um vídeo divulgado na internet mostra passageiros de ônibus assustados na Estrada da Garganta, que dá acesso ao complexo. Eles se jogaram no chão do coletivo para se proteger de balas perdias, próximo às localidades da Igrejinha e Chiqueirinho. O trânsito na via, que liga a Zona Sul ao Largo da Batalha, chegou a ficar interrompido por cerca de meia hora.

Por volta de 5h10, moradores da região já relatavam, através do aplicativo Onde Tem Tiroteio (OTT), os primeiros disparos ouvidos na operação. Às 10h, começaram confrontos nas regiões da Igrejinha e do Chiqueirinho. 

“A sensação é horrível. De que a gente vai entrar no ônibus e tomar um tiro a qualquer momento”, disse uma passageira de um dos coletivos que ficaram presos no trânsito durante a troca de tiros. Policiais do Choque auxiliaram no embarque dos passageiros nos ônibus e coordenaram o trânsito na localidade. Mesmo após o cessar fogo, pessoas ainda se abaixavam dentro dos coletivos, com medo dos disparos.

Segundo a polícia, o suspeito morto em confronto estava com dois comparsas em um Fiat Punto, num dos acessos à Comunidade da Igrejinha, próximo Garganta. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Outros dois também foram baleados na troca de tiros, mas conseguiram fugir a pé em direção à comunidade. 

Um fuzil modelo AK-47, um rádio transmissor e drogas a contabilizar foram apreendidos no carro utilizado pelo bando, que era clonado, usando placas e numeração de chassi de outro automóvel, do mesmo modelo. Buscas foram realizadas pelos fugitivos, mas os suspeitos não foram localizados. 

Em outro ponto da Igrejinha, um homem foi preso em flagrante por tráfico de drogas, quando tentava fugir do local. Com ele foram apreendidos uma pistola calibre 9mm, um rádio transmissor e drogasr. A 76ª DP (Centro de Niterói) registrou a ocorrência. 

Grota - Em São Francisco, um ônibus foi incendiado na tarde de ontem, na Av. Presidente Roosevelt, em São Francisco, em protesto pela morte do adolescente de 16 anos que jogava nas categorias de base do América FC. Motorista e passageiros foram obrigados a descer do coletivo às pressas e a via foi totalmente interditada na altura da Grota do Surucucu. 

 A Estrada da Cachoeira, em São Francisco, também foi fechada no início da tarde. Populares atearam fogo em pneus e pedaços de madeira colocados em dois pontos da via, na altura da garagem da Viação Miramar, para impedir a passagem de motoristas.  O trânsito ficou bastante complicado na região. Agentes da NitTrans orientam motoristas, desviando o fluxo de veículos pela Rua Mário Joaquim Santana, até que o ônibus fosse retirado da via e o trabalho de limpeza da pista fosse concluído.

Na ação da polícia nas comunidades de Niterói foram apreendidos um fuzil AK-47; duas pistolas, 109 pacotes de pó, vinte e duas trouxinhas de maconha; vinte e duas trouxinhas de crack, setenta e sete cigarretes de maconha; dois carregadores; além de material de endolação. 

A PM encontrou um macacão da Autopista Fluminense, que administra um trecho da Rodovia BR-101, com dois suspeitos da Grota, em uma casa na comunidade. De acordo com a PM, a roupa com o nome da concessionária poderia ser utilizada como disfarce pelos criminosos para conseguir fugir. Em nota, a concessionária informou que está apurando a situação. Sobre a morte do jovem atleta, a PM informou que “depois de a operação estar finalizada chegou ao conhecimento da Polícia Militar que um indivíduo teria sido atingido por disparos de arma de fogo e não resistiu”. 

 

Tiros de fuzil acabam com sonho 

Dyogo Xavier Costa, também conhecido pelos apelidos de Dondom e Coutinho, de 16 anos, levou três tiros de fuzil nas costas. Moradores acusam a polícia pela morte do garoto. Segundo a família, o menino estava saindo de casa, por volta das 12h, para treinar futebol, quando ficou no meio do confronto entre traficantes e policiais. 

Pouco antes de ser morto, ele chegou a trocar uma mensagem pelo celular com um amigo, dizendo que estava indo buscar uma mochila para colocar sua chuteira. 

“Os policiais estavam fazendo tocaia e ficaram escondidos na casa de um morador. Eles esperaram alguém passar e atiraram pelas costas”, declarou um amigo. 

Após ser baleado, o atleta foi socorrido pelo avô que o criou e é motorista de ônibus. Ele passava pelo local no coletivo e viu uma pessoa baleada. Lembrou que era hora do neto sair para o treino e parou o coletivo. Ao se aproximar do ferido, viu que era o neto e o levou às pressas para a Policlínica Regional do Largo da Batalha, onde o garoto já chegou sem vida. 

“Eu peguei o meu neto no colo no hospital quando ele nasceu e, agora, eu o trouxe no colo quando ele morreu. E essa mancha de sangue aqui é dele”, desabafou mostrando sua camisa.

Antes de jogar no América, Dyogo havia passado pela Portuguesa da Ilha, na Zona Norte do Rio. O garoto, segundo amigos, também fazia parte do quadro de atletas da comunidade da Grota, chegando a disputar por duas vezes a Taça das Favelas. Na próxima semana, ele faria um teste no Fluminense das Laranjeiras. 

“Posso não ser o melhor jogador do mundo, mas sou o cara que vai conquistar o mundo”, havia postado no Facebook o menino.

População pode ficar sem ônibus 

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Passageiros de Niterói a Arraial do Cabo (Sintronac) emitiu nota nesta segunda recomendando a todos os motoristas de ônibus que não circulem em áreas onde haja qualquer tipo de ameaça promovida por marginais. “A entidade classista repudia atos terroristas, como o registrado na tarde desta segunda-feira (12/08), quando um coletivo do consórcio Transoceânico, da linha 37 (Badu-Centro), foi incendiado na Avenida Ruy Barbosa, em São Francisco, área nobre da Zona Sul de Niterói, e outros ficaram reféns, na linha de tiro entre policiais e bandidos, nas comunidades da Grota e do Viradouro”, diz trecho do documento.

Entre 2018 e 2019, pelo menos cem ofícios foram enviados pelo Sintronac para autoridades municipais e estaduais, além do Ministério Público e da Justiça, cobrando providências para que seja garantida a segurança de rodoviários e passageiros. No entanto, a presença de marginais fortemente armados em comunidades onde circulam ônibus têm sido um desafio que, aparentemente, está além da capacidade do poder público solucionar.

“A Diretoria do sindicato lamenta que a população venha a sofrer com a falta de transporte público em determinadas regiões, no entanto, os rodoviários são apenas trabalhadores comuns, portanto não podem arriscar suas vidas e sua saúde para enfrentar criminosos com poder de fogo e organizados em nível militar”, diz outro trecho da nota. 

Tropa de Elite age na Costa Verde

Seis acusados de tráfico morreram e um ficou ferido em troca de tiros na madrugada desta segunda entre traficantes de drogas e homens da tropa de elite da Polícia Militar, em Angra dos Reis. Em nota, a Polícia Militar informou que foram apreendidos três fuzis, duas espingardas, uma pistola automática, munições, 572 pinos de cocaína e 368 pequenos pacotes de cocaína. A madrugada foi de intenso tiroteio na comunidade Parque Belém, entre policiais militares e traficantes de drogas que agem na região. Devido ao poderio bélico dos traficantes, a unidade da PM de Angra pediu reforço ao Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) que seguiu do Rio para o município que fica a cerca de 200 quilômetros da capital.

Com a chegada do Bope à noite, a comunidade do Belém foi cercada pelos militares e após intenso tiroteio que terminou de madrugada, seis criminosos morreram e um deles acabou ferido e foi encaminhado ao Hospital Municipal Geral de Japuíba, onde foi operado e está fora de perigo, de acordo com o boletim médico. Após o tiroteio, moradores da comunidade do Belém incendiaram dois ônibus na rodovia Rio-Santos, que tiveram perda total. A rodovia ficou interditada por cerca de duas horas, mas antes das 4 horas da madrugada já estava liberada, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). 

São João de Meriti – Na manhã desta segunda, equipes do 21º BPM (São João de Meriti) realizaram uma ação que culminou com a prisão de Cristiano Alexandre Brás de Assis, de 22 anos, conhecido como Chaninho, apontado pela polícia como um dos participantes do ataque em que foi morto o policial militar Rafael dos Santos Castro, ocorrido em fevereiro de 2018 na comunidade Bacia do Éden.  Com base em dados colhidos pelo setor de Inteligência da unidade, os policiais encontraram Cristiano em uma residência na Rua Nair, na comunidade do Buraco Quente, em Vila Tiradentes. Com ele foi apreendida uma pistola calibre 9mm.  Em ação contínua, as equipes prenderam outros dois acusados e apreenderam três menores com 245 pinos de cocaína, 383 sacolés de cocaína e um rádio comunicador. A ocorrência foi apresentada na 54ª DP (Belford Roxo).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »