13/08/2019 às 10h49min - Atualizada em 13/08/2019 às 10h49min

Indivíduo agride, estupra e mantém adolescente presa em cômodo

Ilustrativa
Por volta das 08h59 de domingo (11) a Polícia Militar de Santo Antonio da Platina se deslocou até a Rua Projetada no Bairro Aparecidinho I, onde de acordo com informações da vizinha da vítima, desde sábado a  moça estava sendo mantida na residência sofrendo tortura pelo seu companheiro e na manhã de domingo ela teria sido obrigada a manter relações sexuais com ele sem seu consentimento. A vizinha ainda informou que pela manhã a moça conseguiu fugir e se dirigiu à sua casa.
Segundo a vítima (17 anos) no sábado (10) aproximadamente às 18h00 seu ex companheiro foi até sua casa e logo começou a ameaçar dizendo que ela não “ficaria” com mais ninguém que não fosse ele, na sequencia levou ela para o quarto segurando forte no braço e tapou a boca dela, impedindo que ela gritasse.
O indivíduo obrigou a adolescente ficar no interior do cômodo e começou novamente a ameaçar dizendo que iria mata-la se ela não ficasse com ele, pois ela “não seria de mais ninguém”.
A vítima relatou que durante todo o tempo que estava mantida no quarto sofreu agressões físicas, onde o indivíduo aproveitou de sua vulnerabilidade e puxou seus cabelos e braços, o que acabou gerando hematomas no local.
O agressor passou a noite toda na casa dela, e insistia para manter relações sexuais com a vítima, porém ela se recusou, mas ao acordar pela manhã ele a obrigou a ter relações (sem consentimento).
A adolescente pedia para que o indivíduo parasse de forçar o ato sexual, mas ele continuou a estuprando. Após a relação forçada ela conseguiu pedir ajuda para vizinha, momento em que o indivíduo fugiu do local.
Diante do ocorrido a vítima foi encaminhada ao Pronto Socorro Municipal, onde passou por consulta e avaliação e em seguida liberada. Os policiais foram até a casa do agressor, porém não obtiveram êxito em localiza-lo.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »