22/05/2019 às 12h27min - Atualizada em 22/05/2019 às 12h27min

Tiroteio causa desespero em escola de São Gonçalo

Alunos, professores e funcionários do Ciep 122, no Miriambi, ficaram agachados no corredor durante o confronto entre policiais e traficantes

Anderson Justino
Ofluminense

Um tiroteio entre a polícia e traficantes de drogas do Morro da Caixa D’água, em São Gonçalo, causou pânico entre alunos, professores e funcionários do Ciep 122, Professor Ermezinda Dionísio Necco, na tarde da última segunda-feira (20), no bairro Miriambi. Um vídeo circula na internet mostrando adultos e crianças em estado de choque e sendo obrigados a ficarem sentadados no corredor da unidade de ensino em meio ao barulho de tiros. Desde o fim de semana a região vem sendo alvo de intensos confrontos.

A escola fica na Rua Vicentina Goulart, um dos acessos à comunidade, que foi alvo de uma ação policial na segunda-feira. Segundo a Secretaria de Estado de Polícia Civil, agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) estiveram no bairro para checar informações do Setor de Inteligência. Além de um veículo blindado os policiais usaram um helicóptero que fez sobrevoo na região. Não houve informações de presos ou feridos.

 

Moradores do Miriambi afirmaram nas redes sociais que desde o último sábado traficantes ligados à facção criminosa Terceiro Comando Puro (TCP) invadiram o morro da Caixa D’água e outras comunidades do bairro. A invasão teria sido orquestrada por Thomaz Jhayson Vieira Gomes, o 3N, e Carlos Eduardo Barros de Oliveira, conhecido como Grisalho, ambos foragidos da Justiça e com cartazes divulgados no portal do Disque-denúncia. A Polícia Civil apura a denúncia de que os dois procurados estejam escondidos no interior da comunidade.

No sábado (18) dois policiais militares foram baleados durante uma outra operação na região. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »