23/04/2019 às 13h57min - Atualizada em 23/04/2019 às 13h57min

Sabrina Sato reflete sobre a maternidade: "É a maior felicidade da vida, uma dádiva, amor em sua forma mais pura"

Com exclusividade, a apresentadora fala sobre o poder da mulher, da admiração pela mãe, dona Kika, e o que deseja para Zoe no futuro: "Que ela seja uma menina boa, carinhosa e educada, e que saiba tratar as pessoas com igualdade"

vogue.globo.com – Redação Vogue
Kika e Sabrina Sato (Foto: Divulgação/ Gui Paganini)
Esse Dia das Mães vai ter um gostinho mais do que especial para Sabrina Sato: será o primeiro em que ela atua ativamente no papel materno, tendo nos braços a pequena e fashionista Zoe, de cinco meses, fruto de seu relacionamento com Duda Nagle.
 
A experiência mudou sua vida profundamente e nos mais amplos sentidos, inclusive na relação de admiração com a mãe, a empresária Kika Sato. E é e ao lado dela que estrela um shooting temático - que Vogue entrega com exclusividade, junto com uma entrevista reveladora e íntima com a apresentadora e mamãe musa!
 
Spoiler: o ensinamento que deseja passar para a filha? "Que ela seja uma menina boa, carinhosa e educada, e que saiba tratar as pessoas com igualdade", nos revela nos bastidores das fotos feitas por Gui Paganini para a Arezzo. Boa, Sá!
 
O que você aprendeu sobre estilo com a sua mãe, dona Kika?
Aprendi muito! Aprendi a ser autêntica e não ter medo. Aprendi que liberdade na hora de escolher o que combina com você é muito importante. Que mesmo sendo japonesa e com uma pinta no meio da testa, você pode usar o que quiser e ser feliz.
 
Em que pontos ela mais te inspira?
Minha mãe é pura coragem e amor. Trata todas a pessoas com a mesma verdade e naturalidade. Ela trata todos tão bem, com tanto amor, que nossa casa sempre foi cheia de gente... E a minha em São Paulo é assim também. Sempre cabe mais um (risos).
 
O que mais aprendeu com ela?
Ela me ensinou a ser grata à vida. A sorrir pra vida mesmo quando temos um probleminha, porque ninguém tem culpa se não estamos bem naquele dia. E a fazer o bem ao próximo, pois podemos dar o nosso melhor sempre. Quando fazemos isso, nos sentimos maravilhosas.
 
Acredita que gosto e estilo é algo que passa de geração para geração?
Claro! Zoe acabou de usar um vestido que minha irmã e eu, há 37 anos, usamos... O mais legal é que eu aprendo com a minha mãe e ela aprende comigo. Nós trocamos informações e aprendizados o tempo todo na vida. Uma ajuda a outra a escolher o que comprar e vestir. É bom demais. Nos divertimos muito.
 
Quais itens considera indispensáveis de serem passados de mãe para filha?
Em casa a gente passa de mãe pra filhas e de filhas pra mãe (risos)... Dicas de cremes, livros, sapatos, bolsas, roupas, receitas que vem desde a minha avó e passarei pra minha filha.
 

Kika e Sabrina Sato (Foto: Divulgação/ Gui Paganini)
Kika e Sabrina Sato (Foto: Divulgação/ Gui Paganini)
 
O que é a maternidade para você?
Ser mãe é natureza pura. É descobrir forças que nem imaginamos ter. É fazer o que o seu coração realmente deseja. Ser mãe é a maior felicidade da vida. É uma dádiva, é o amor em sua forma mais pura.
 
Como concilia a rotina de mãe com o trabalho?
É uma loucura. A gente acha que não vai dar conta. Precisei me organizar ao máximo para poder conciliar a amamentação com os horários de trabalho. Me inspirei na minha mãe, irmã e muitas outras mamães trabalhadoras pra encontrar forças pra voltar, porque no início não é fácil, mas a gente se multiplica em várias e no final dá tudo certo.
 
Qual sua melhor característica e valores que pretende passar para Zoe?
Quero que ela seja uma menina boa, que saiba tratar as pessoas com igualdade, que seja carinhosa e educada.
 
A moda hoje celebra mais a diversidade de estilos e o direito de cada mulher se expressar de maneira única. Qual é a sua mensagem? Como você se define dentro da moda?
Desde muito nova aprendi com a minha mãe a me expressar através da moda sem julgamentos. E a diversidade na moda pode acontecer de várias formas. A minha relação com isso sempre foi o mais natural possível. O mais legal de tudo isso é realmente você se expressar com identidade. A moda pra mim é uma conexão com o mundo e com tudo que podemos representar.
 
Em um momento de tantas transformações na sociedade, o que é sororidade para você? Quando se sente empoderada?
É muito importante a união entre nós mulheres, porque juntas somos mais fortes e mais felizes. Encontramos umas nas outras o apoio que precisamos e a amizade que merecemos. Eu me sinto poderosa quando sirvo de inspiração para outras mulheres, quando amamento minha filha, e quando consigo, de alguma forma, fazer a diferença na vida de outras pessoas.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »