23/08/2018 às 15h01min - Atualizada em 23/08/2018 às 15h01min

Congresso Estadual aborda PPPs para fomentar cidades digitais.

Ponta Grossa sedia em setembro principal encontro de tecnologia para Prefeituras no Paraná.

JCN

Durante o 6º Congresso Paranaense de Cidades Digitais, que será realizado dias 13 e 14 de setembro, em Ponta Grossa, gestores e especialistas trazem para o encontro informações sobre como os municípios podem desenvolver as localidades por meio das Parcerias Público-Privadas (PPPs), modelo de negócio ainda novo no âmbito municipal.

As PPPs, já vistas como alternativa imprescindível para investimentos em infraestrutura, podem fomentar também o surgimento das cidades inteligentes no país, conforme destaca o advogado e especialista sobre o tema no país, Fernando Vernalha Guimarães. Na opinião dele, a gestão inteligente do parque de iluminação pública pode ser o caminho para o desenvolvimento tecnológico das localidades. “A iluminação pública pode ser o projeto âncora e com isso uma série de tecnologias podem ser agregadas. Acho que essa é uma tendência”, argumenta Guimarães pelo fato do setor já contar com receitas próprias.

Para o advogado, o principal desafio das Prefeituras está na elaboração técnica dos projetos, que demandam cuidados desde a sua elaboração e análise até a execução da proposta.  “O que falta nos municípios é a capacidade técnica. O desenvolvimento desses projetos acho que é o grande desafio”, afirma. Guimarães destaca ainda que um programa, em desenvolvimento no país, de apoio técnico aos municípios para uso do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) pode impulsionar a modernização das cidades. “São modelos que geram muito mais eficiência na prestação dos serviços do que os modelos tradicionais, já que com as PPPs os sistemas podem ser integrados dentro do mesmo contrato, fazendo com que as plataformas conversem e possibilita também uma maior fiscalização”, observa.

Além do advogado, participam do painel sobre Parcerias Público-Privadas para fomento das Cidades Digitais, o prefeito de Guarapuava, Cesar Silvestri Filho e a Secretária Municipal de Administração da Prefeitura de Palhoça (SC), Cristina Schwinden. Os municípios contam com projetos de PPP para modernização e gestão da iluminação pública.

Congresso – Promovido pela Rede Cidade Digital (RCD) em parceria com a Prefeitura de Ponta Grossa, o 6º Congresso Paranaense de Cidades Digitais é voltado para prefeitos, gestores e vereadores interessados em conhecer modelos e soluções visando maior controle e eficiência no atendimento à população. As inscrições são gratuitas para servidores públicos e podem ser feitas pelo http://redecidadedigital.com.br/


O encontro, conforme explica o diretor da RCD, José Marinho, visa levar informações sobre o uso das Tecnologias da Informação e Comunicação no processo de desenvolvimento socioeconômico das localidades. “Facilita o planejamento e o acesso a tecnologias inovadoras. O objetivo principal é melhorar a vida das pessoas e isso passa pelo uso estratégico da tecnologia”, frisa o diretor da RCD. O 6º Congresso Paranaense de Cidades Digitais tem o patrocínio master da GOVBR e Prínter do Brasil; e ouro da 1DOC e da Exati Tecnologia. O evento conta ainda com o apoio da Associação dos Municípios do Paraná (AMP) e das Associações de Municípios Amusep, Amunpar, Amepar, Amunorpi , Amunop, Amuvi, Amerios, Comcam, Amsop, Amcespar, Cantuquiriguaçu, AMCG e Assomec, além da  Associação Brasileira de Empresas de Soluções de Telecomunicações e Informática (Abeprest) e Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação – regional Paraná (Assespro-PR).

Serviço:
6º Congresso Paranaense de Cidades Digitais
13 e 14 de setembro – Ponta Grossa

Local: Bourbon Convention Hotel, localizado na Rua Jacob Holzmann, 219 - Bairro Olarias

Inscrições gratuitas para servidores públicos
http://redecidadedigital.com.br
Informações pelo congresso@redecidadedigital.com.br ou pelo (41)3015-6812

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »