08/07/2024 às 15h44min - Atualizada em 08/07/2024 às 15h44min

Governo do Estado institui governança relacionada à adoção da Inteligência Artificial

Objetivo é gerar mais economia, agilidade e eficiência nos serviços públicos. Foram definidas cinco possíveis aplicações que, pouco a pouco, serão apresentadas à sociedade para serem usadas em diferentes áreas e que possam melhorar o desempenho de gestão, com ética e responsabilidade em relação aos dados.

AEN
AEN Paraná
Foto: SEPL-PR

A Secretaria de Estado do Planejamento (SEPL) instituiu nesta segunda-feira (8) o time da governança relacionado à adoção de ferramentas de Inteligência Artificial (IA) pelo Governo do Estado, que visa mais economia, agilidade e eficiência nos serviços públicos.

Esta reunião, que teve a presença dos secretários de Estado do Planejamento, Guto Silva, e de Inovação, Modernização e Transformação Digital, Alex Canziani, além de representantes da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, da Fundação Araucária e da Celepar, foi o passo seguinte à formalização, pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, das Diretrizes para Adoção da Inteligência Artificial na Administração Pública Estadual, construídas pela SEPL.

Este documento, divulgado em junho, delineia iniciativas e ações para aproveitar o potencial da IA no serviço público e aponta caminhos para o futuro do uso dessa tecnologia.

O secretário Guto Silva apontou que esta primeira reunião ajudou a definir o roteiro dessa iniciativa, que já conta com cinco possíveis aplicações e que, pouco a pouco, serão apresentadas à sociedade para serem usadas em diferentes áreas e que possam melhorar o desempenho de gestão, com ética e responsabilidade em relação aos dados.

“Esta vai ser uma revolução que vamos vivenciar nos próximos anos e queremos liderar esse processo no Brasil. Estamos bem organizados, seguindo passo a passo e, no segundo semestre, vamos apresentar à sociedade essas melhorias para a vida dos paranaenses”, disse ele.

O governo deve enviar em breve à Assembleia Legislativa um projeto de lei para que o assunto seja debatido e reúna contribuições do parlamento para que o Paraná tenha a primeira lei de IA do Brasil. Após a aprovação e estabelecimento das ferramentas, estão previstas capacitações amplas para os servidores da administração pública.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »