20/05/2022 às 10h18min - Atualizada em 20/05/2022 às 10h18min

​Governo divulga novas diretrizes para atendimento da população de rua nos dias de frio intenso

AEN
A Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), por meio do Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento da Política da População em Situação de Rua do Estado do Paraná (CIAMP-RuaPR), propõe e encaminha novas diretrizes aos órgãos estaduais, municipais e instituições da sociedade civil para atendimento as pessoas em situação de rua nos dias de frio intenso.
As medidas que têm como objetivo salvaguardar o bem-estar e a vida destas pessoas constam na Orientação Técnica 001/2022-CIAMP-RuaPR .
De acordo com a presidente do CIAMP-RuaPR, Dulce Darolt, é responsabilidade do Poder Público proteger grupos em situação de vulnerabilidade e risco social. “Neste caso, o público é de vulnerabilidade extrema. Assim, o Comitê propõe e orienta medidas de proteção para a população em situação de rua, especialmente voltadas aos dias de baixas temperaturas, que já ocorrem em praticamente todo o Estado”, afirmou.
Ela destaca que é necessário fortalecer a Rede de Proteção para este público buscando, preventivamente, medidas para atendê-lo em sua totalidade, com acolhimento. “Para aqueles que não aceitam serem acolhidos, que sejam fornecidos cobertores, agasalhos, além de vigilância de seu bem-estar durante as noites mais frias do ano”, ressaltou Dulce.
No caso de alto número de acolhimentos, acrescenta, devem ser mantidos os cuidados e recomendações sanitárias para garantia de higiene e da saúde das pessoas atendidas.
A presidente do CIAMP-RuaPR destaca, ainda, que é essencial acompanhar as informações geradas pela Rede Nacional de Meteorologia (INMET, CPTEC e SIPAM), assim como pelo Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), para planejar a adotar prontamente as providências necessárias.
Para obter mais informações e comunicar sobre pessoas em situação de rua, basta enviar mensagem para o e-mail ciampruaparana@sejuf.pr.gov.br ou entrar em contato pelo telefone 156, em alguns municípios, e 190 em todo o Paraná.
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »