29/12/2020 às 16h54min - Atualizada em 29/12/2020 às 16h54min

BRDE aprova R$ 1,5 bilhão em créditos para o Paraná

Montante é de janeiro até a terceira semana de dezembro. Em toda a região Sul total chegou a R$ 3,8 bilhões. Banco não obtinha resultados tão positivos desde 2015, há cinco anos

- AEN

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) superou a marca de R$ 1,5 bilhão em novos contratos no Paraná em 2020. O montante de janeiro até a terceira semana de dezembro chega a R$ 1,582 bilhão.

Em toda a Região Sul, o total atinge R$ 3,8 bilhões, mas ainda há projetos a serem processados até o final do ano. O número não era alcançado desde 2015. E, se comparado a 2019, há um crescimento de 10% na liberação de novos créditos para os estados do Sul.

A marca expressiva alcançada pelo banco se deu pela estratégia, que focou na retomada do crescimento e importância do banco para a economia da região Sul. “Pela primeira vez na história do BRDE, fizemos capital de giro isolado”, afirmou o vice-presidente e diretor de Operações do banco, Wilson Bley.

No Paraná, segundo Bley, houve crescimento importante. O Estado registrou aumento de 31% nas operações de crédito de janeiro até a terceira semana de dezembro, comparado ao mesmo período do ano anterior. O montante de R$ 1,582 bilhão representa 41% do contratado pelo banco como um todo em 2020.

“Isso foi possível porque tivemos o apoio do governador Carlos Massa Ratinho Júnior, que prioriza a economia do Estado e geração de empregos na região”, completa o vice-presidente.

GERAÇÃO DE EMPREGOS - O número elevado de novos contratos também reflete na geração de empregos no Paraná. No Estado, o banco ajudou a manter 85 mil empregos até o momento.

De acordo com o levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), referente ao mês de outubro de 2020, o Paraná teve mais de 124 mil contratações nos setores de serviços, comércio, indústria, construção e agropecuária.  “O dado demonstra a importância do apoio do banco para que os diversos segmentos que geram empregos, renda e giro da economia cresçam cada vez mais”, afirma Bley.

SAFRA - Além disso, o BRDE inova ao equalizar juros do Plano Safra diretamente no Ministério da Agricultura, ampliando a possibilidade de atendimento aos agricultores e cooperativas. “Estamos fazendo história e queremos continuar ajudando a região a crescer”, finaliza o vice-presidente e diretor de Operações do Banco.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »