20/11/2020 às 13h02min - Atualizada em 20/11/2020 às 13h00min

Iluminação azul do Congresso será estendida até domingo pela prevenção do diabetes

Conselho Federal de Oftalmologia alerta sobre o risco de cegueira por retinoplastia diabética

Da Redação - CL
Agência Câmara Notícias
Roque de Sá

A iluminação azul do Congresso Nacional, prevista para ficar até sexta-feira (20) em apoio ao Novembro Azul, de prevenção ao câncer de próstata, se estenderá até domingo (22), agora por outra causa: a prevenção do diabetes. Trata-se de uma doença causada pela falta ou má absorção de insulina, hormônio que promove o aproveitamento da glicose como energia para o corpo.

O diabetes provoca altos níveis de açúcar no sangue. Com o tempo, esse excesso de glicose causa danos significativos à saúde do paciente: se não tratada, aumenta o risco de morte por doença cardiovascular, doença renal e câncer.

O diabetes é também uma das principais causas de amputações não traumáticas de pernas e pés, além de cegueira. Em grávidas, há risco de morte fetal.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 4,2 milhões de pessoas morreram em decorrência da doença e de suas complicações durante o ano de 2019. Em 2020, com a pandemia de Covid-19, ficou ainda mais evidente a vulnerabilidade das pessoas com diabetes, já que elas têm o dobro de risco de complicações ou mesmo morte por causa da doença.

Tipos
Existem dois tipos da doença. O tipo 1 é considerado uma doença crônica, não transmissível e hereditária, que representa cerca de 10% do total dos diabéticos e afeta principalmente crianças e adolescentes.

Mas o tipo mais comum é o 2, que é quando o corpo não consegue aproveitar totalmente a insulina. Na maioria dos casos, afeta quem tem mais de 40 anos, leva uma vida sedentária, apresenta sobrepeso e tem maus hábitos alimentares.

Sintomas
Um dos maiores problemas do diabetes é que esta é uma doença silenciosa, por isso é importante ficar atento aos primeiros sintomas: fome constante, vontade de urinar várias vezes ao dia, sede frequente, perda de peso, fraqueza e cansaço.

Saber Olhar: um olhar diferente sobre os efeitos do diabetes na saúde ocular
Com esse slogan, o Conselho Brasileiro de Oftalmologia preparou uma campanha de prevenção à retinopatia diabética, doença que atinge os vasos da retina, área responsável por formar as imagens que são enviadas ao cérebro. A retinopatia diabética está relacionada ao tempo de convivência com o diabetes e com a falta de controle da glicemia.

A campanha reforça também a importância da consulta médica oftalmológica, já que sem o diagnóstico e tratamento precoce, a retinopatia diabética pode causar cegueira irreversível.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »