23/10/2020 às 12h51min - Atualizada em 23/10/2020 às 12h50min

Tite explica ausência de Dani Alves e mudanças na convocação da Seleção Brasileira

- jornalcn.com.br
Gazeta Esportiva
Lucas Figueiredo

Nesta sexta-feira, Tite convocou a Seleção Brasileira com algumas mudanças em relação à última lista. Em entrevista coletiva, o treinador explicou suas decisões, apontando os critérios adotados pela comissão técnica.

Entre os convocados de Tite, aparecem Alisson, Éder Militão, Arthur, Vinicius Junior e Gabriel Jesus, que não haviam disputado os jogos contra Bolívia e Peru. De acordo com Tite, a disputa por vaga na Seleção Brasileira tem como base diversos critérios técnicos.

"Atleta de alto nível concorre em patamares elevados. Todos esses atletas que estão ou que não vieram, mas que estão no nosso acompanhamento, estamos sempre vendo seu histórico, momento e projeção futura. Nesses três itens há uma competição leal que deve existir para elevar o nível técnico. A partir daí são escolhas que são a responsabilidade da convocação e, na sequência, de desempenho", disse o treinador.

Tite também aproveitou para comentar sobre a ausência de Daniel Alves na lista. O experiente jogador vinha sendo convocado anteriormente, mas a partir da última lista começou a ficar de fora. Na ocasião, o camisa 10 do São Paulo estava lesionado. Agora, o atleta poderia vestir a amarelinha, se fosse da opção do treinador.

"O respeito, no caso do Daniel e todos que foram convocados anteriormente, é muito grande. As pessoas sabem o quanto eu tenho essa relação de respeito. Há uma competição em alto nível, e o momento de cada um é determinante. A escolha foi no momento pelo Gabriel (Gabriel Menino, do Palmeiras), tendo todos esses que já foram convocados no nosso acompanhamento e no nosso respeito", explicou.

Esta foi a última convocação da Seleção Brasileira no ano. Os nomes presentes na lista vão defender a equipe de Tite contra Venezuela e Uruguai, nos dias 13 e 17 de novembro, respectivamente.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »