20/10/2020 às 16h29min - Atualizada em 20/10/2020 às 16h29min

Capital nacional do boné, Apucarana tem 2,2 mil empresas do segmento

A atividade gera cerca de 10 mil empregos diretos e outros 10 mil indiretos A vocação local começou a despontar em meados da década de 1970 e hoje o município fabrica mensalmente nada menos que 4 milhões de unidades do acessório

- AEN

Quem chega em Apucarana, no Vale do Ivaí, é recepcionado por um boné gigante – é o sinal de que o visitante está entrando na capital brasileira do boné. Basta dar uma volta pelo município para comprovar a vocação local. Até os pontos de ônibus são no mesmo formato do simpático acessório. O segmento é mais um a integrar o programa Feito no Paraná, criado pelo Governo do Estado para dar visibilidade e valorizar empresas e produtos paranaenses.

O título de Capital Nacional do Boné foi conquistado em 2010, referendado pela Lei Federal nº 2.793/08. E a cidade faz jus ao reconhecimento. De acordo com dados do Sindicato das Indústrias do Vestuário de Apucarana e Vale do Ivaí (Sivale), mensalmente são confeccionados nada menos que cerca de 4 milhões de bonés, metade da produção nacional.

A vocação local começou a despontar em meados da década de 1970, com a produção de bandanas e bonés, comercializados sobretudo no litoral do Paraná. Hoje, são cerca de 2,2 mil empresas que geram cerca de 10 mil empregos diretos e outros 10 mil indiretos.

De acordo com a presidente do Sivale, Elizabete Ardigo, atualmente a produção do município está mais diversificada e as empresas, além dos bonés, fabricam camisetas, bolsas e todo tipo de material têxtil promocional.

A empresa que ela preside, a B2, começou há 28 anos com prestação de serviços de serigrafia. O negócio foi crescendo e hoje se especializou na linha de licitações governamentais, confeccionando uniformes escolares e materiais promocionais, entre outros. “Produzimos cerca de 500 mil peças por mês. Para isso, temos uma fábrica com 70 colaboradores e terceirizamos boa parte da produção, chegando a gerar até 500 empregos indiretos”.

FASHION - A Blue Ocean é outra empresa instalada em Apucarana e especializada na confecção desse acessório que não pode faltar no guarda-roupa de muita gente. Ela nasceu em 1982 e até 1999 fazia roupas em geral. “Por uma demanda dos próprios clientes começamos a produzir bonés como assessório de moda. Hoje, só fabricamos este tipo de produto”, conta o diretor administrativo, Adeli Garcia Junior.

Além de fabricar para sua marca própria, a Super Cap, a empresa é licenciada para produção de bonés de diversas marcas como Colcci, Cavalera, Coca Cola, Elus e Forum – ao todo são 12. “A qualidade dos produtos feitos em Apucarana não deixa nada a desejar a nenhum boné produzido no mundo. A cidade se tornou um polo de produção com muita qualidade”, afirma o diretor administrativo.

Ao se especializar no ramo, o empresário identificou dificuldades para encontrar aviamentos, tecidos e até equipamentos de qualidade para a produção. “Começamos a importar isso e foi assim que surgiu a segunda empresa do grupo, a Lolla Soluções, que atualmente fornece para toda a indústria boneleira do País”.

Durante a pandemia, a empresa reverteu sua linha de produção para costurar máscaras e jalecos. O negócio deu tão certo que foi criada mais uma empresa especializada na confecção de materiais médicos e odontológicos. “Fornecemos para todo o Brasil e estamos, inclusive, participando de licitações públicas para fornecer este tipo de suprimento”, afirma. O grupo conta com 260 funcionários e toda a produção é verticalizada.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »