24/09/2020 às 14h32min - Atualizada em 24/09/2020 às 14h32min

Circuito de oficinas promoveu a capacitação de servidores do IAT

Circuito de oficinas virtuais teve como temática Instrumentos econômicos para a conservação da biodiversidade e enfrentamento das mudanças do clima

- AEN

O Instituto Água e Terra (IAT), vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, promoveu uma série de oficinas para o aprimoramento e inovação na gestão ambiental. As oficinas, que aconteceram no decorrer de agosto e tiveram o último módulo nesta terça-feira (22.09), foram resultado de uma parceria entre o IAT, o Ministério do Meio Ambiente, a Agência Alemã de Cooperação Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) e o Banco de Fomento Alemão (KfW).

Cerca de 30 servidores do IAT participaram do curso. O circuito de oficinas teve cinco módulos temáticos e aulas de acompanhamento sistematizados pelo MMA, como uma ação integrante do Projeto Biodiversidade e Mudanças Climáticas na Mata Atlântica, do governo federal. 

Os módulos apresentados exploraram questões como instrumentos financeiros para o gerenciamento de Unidades de Conservação (UC’s), sustentabilidade econômica, economia ambiental e conversão de multas ambientais.

INOVAÇÃO - O intuito das oficinas foi de trazer novas informações e conhecimento de mercado para a equipe do IAT e da Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, como forma incentivar ideias de inovação para as atividades da secretaria.  

“A gente busca encontrar novas possibilidades e soluções para os problemas do cotidiano de gestão dos programas. Comparar essa metodologia com outras soluções para podermos inovar”, disse Patricia Calderari, gerente de Gestão da Biodiversidade.

“O que fica para nós da diretoria é pegar esses resultados e ver que isso está muito sintonizado com o nosso dia-a-dia no IAT”, afirma Rafael Andreguetto, diretor de Gestão de Patrimônio Natural.  Segundo ele, este é um caminho muito profícuo e o próximo é identificar como implantar os conhecimentos adquiridos na conservação da biodiversidade paranaense.

PARCERIA - As oficinas foram resultado de uma série ações realizadas no decorrer nos últimos anos com o Ministério do Meio Ambiente, relativas ao Projeto Biodiversidade e Mudanças Climáticas na Mata Atlântica. O Projeto é uma iniciativa do governo federal com financiamento das instituições alemãs GIZ e KfW.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »