26/06/2020 às 13h21min - Atualizada em 26/06/2020 às 13h20min

Santos estuda valorização salarial para "compensar" Jackson Porozo

Lucas Musetti Perazolli - jornalcn.com.br
Gazeta Esportiva
Ivan Storti

Santos estuda uma valorização salarial a Jackson Porozo para compensar o zagueiro pela falta de chances no elenco profissional. Esse é um pedido feito pelos representantes do defensor.

O equatoriano esperava por espaço no grupo principal e, ainda no time B, tem vontade de sair para atuar mais em outra equipe do exterior.

Porozo tem 19 anos e é uma promessa do Equador, convocado inclusive para a seleção principal do país. E no Peixe, porém, ele mal treina entre os profissionais. Foi assim com Jorge Sampaoli em 2019 e Jesualdo Ferreira antes da paralisação nesta temporada.

O contrato de Jackson Porozo termina em dezembro de 2021 para o Santos e 8 de agosto de 2020 para os empresários. A diferença está em um "detalhe": o visto de trabalho. E o salário é de 15 mil brutos por mês.

Há no acordo firmado uma cláusula de renovação automática de 8 de agosto de 2020 para 31 de dezembro de 2021. A extensão só depende do visto, documento necessário para estrangeiros e com validade de um ou dois anos.

Fernando Uribe, por exemplo, renovou o visto recentemente e o contrato segue válido até 30 de junho de 2022. No Peixe ou em qualquer outro clube a expiração nunca foi motivo para saída gratuita de atletas.

Em contato com o estafe de Porozo nos últimos dias, o Alvinegro pediu 6 milhões de euros (R$ 35,2 mi) para vendê-lo. O Santos ratifica o atual vínculo e nega qualquer chance de perdê-lo de graça.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »