24/03/2020 às 11h58min - Atualizada em 24/03/2020 às 11h58min

Reservado, Viña tem mãe, Tabarez e Luxemburgo como professores

Bruno Ceccon
Gazeta Esportiva
Cesar Greco

Aos 22 anos, Matias Viña não pôde concluir os estudos por conta da carreira como atleta profissional, mas conta com três bons professores, a começar pela mãe, Gabriela. No futebol, o reservado lateral uruguaio conta com os ensinamentos de Óscar Tabarez e Vanderlei Luxemburgo.

Gabriela Susperreguy, professora de matemática, é ativa no Twitter e, desde que o filho entrou na mira do Palmeiras, passou a receber frequentes interações de torcedores alviverdes. Ela acompanhou o filho em seus primeiros dias em São Paulo e postou algumas fotos durante a estadia na capital paulista.

 

“Comecei a jogar aos quatro anos. Minha avó e minha mãe sempre me acompanharam a todos os campos. Hoje, fico contente por estar aqui e ter chegado à seleção uruguaia. Pelo sacrifício que eles fizeram, estou conseguindo os sonhos que tinha quando criança e isso é algo lindo”, disse Viña à Gazeta Esportiva.

Um dos sonhos já cumpridos pelo jovem lateral esquerdo do Palmeiras é defender a seleção uruguaia. Com a camisa celeste, ele atua sob o comando do técnico Óscar Tabarez, ex-professor escolar e, não por acaso, conhecido como “Maestro” em seu país.

“O fato de tê-lo ajuda muito. Vimos ele e meus companheiros em 2010 e foi algo incrível para todos os uruguaios disputar as semifinais no Mundial. Estar agora com eles, na verdade, é algo incrível. Vou tratar de desfrutar e aprender”, afirmou Matias Viña.

 

Vanderlei Luxemburgo, o “pofexô”, completa a trinca de exemplos para o tímido garoto uruguaio. “Já conhecia sua trajetória e foi uma das coisas que me fizeram vir. Obviamente, vai ajudar no meu crescimento. Quero aprender tudo que ele pode ensinar”, disse o pupilo do ex-técnico da Seleção Brasileira.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »