06/12/2019 às 10h30min - Atualizada em 06/12/2019 às 10h30min

Presidente Bolsonaro sanciona lei que cria a região do Angra Doce

Assessoria
Foto: Romanelli, prefeito de Carlópolis Hiroshi e Lupion.
 O deputado federal Pedro Lupion (DEM) comemora a sanção, pelo presidente Jair Bolsonaro, ao projeto de lei que institui a região de Angra Doce na divisa do Paraná com São Paulo como de interesse turístico, na útima quinta-feira (5).
Em setembro deste ano, o Senado Federal aprovou o Angra Doce, projeto da autoria do deputado de São Paulo - Capitão Augusto -  que prevê investimentos e incentivos em cinco municípios do Norte Pioneiro do Paraná além de dez cidades do sudeste paulista.
Lupion é autor da lei, quando deputado estadual - em parceria com o deputado estadual Luiz Cláudio Romanelli (PSB) - que institui o projeto Angra Doce como área especial de interesse turístico. (Lei 19.369/2017)
Angra Doce prevê investimentos e incentivos em cinco municípios do Norte Pioneiro- Ribeirão Claro, Carlópolis, Jacarezinho, Siqueira Campos e Salto do Itararé, além de 10 do sudeste paulista – todos banhados pelo reservatório da Usina Hidrelétrica Chavantes, formada pela confluência dos rios Paranapanema e Itararé.
O deputado Pedro Lupion explica que Angra Doce visa o surgimento de um polo turístico na divisa entre PR e SP. “Além das cidades diretamente favorecidas, o projeto gerará mais oportunidades e fomentará economicamente toda a região”, comentou salientando, ainda, que a finalidade é promover o turismo para que a região se torne sustentável, com geração de empregos e proteção ambiental, além de promover atrativos como a cultura e a gastronomia regionais.
Segundo Romanelli, sanção presidencial consolidação a região como destino turísticos e vai desenvolvimento e qualidade de vida ao Norte Pioneiro. “É uma região belíssima que será melhor divulgada e terá um apoio institucional e governamental para atrair visitantes. O turismo é uma indústria que gera empregos e riquezas”.
 
 
 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »